domingo, 11 de dezembro de 2005

TLEBS - Que confusão!

Veja-se a enorme confusão que grassa da nova terminologia:


a explicação feita no ciberdúvidas sobre a nova terminologia para a sintaxe em,
http://ciberduvidas.sapo.pt/php/resposta.php?id=15859, explica desta forma os modificadores e complementos de nome (de grupos nominais) dizendo:


1.Complementos do nome:
1.1 Complemento preposicional do nome – (Composto por uma preposição e por um nome) há nomes que regem preposição (alguns sempre, outros em determinados contextos). Sempre que o contexto o exige, a sua presença é obrigatória, sendo, a meu ver, esta obrigatoriedade que justifica a designação de complemento.
Ex.: A necessidade de reflexão impõe uma pausa nos trabalhos.
1.2 Complemento frásico do nome – Composto por uma preposição seguida de um verbo. Ex.: A necessidade de refle(c)tir impõe uma pausa nos trabalhos.




2. Modificadores do nome:
2.1 Restritivos – podem ser adje(c)tivos ou nomes, ou ainda grupos preposicionais.
(6) O rapaz, decidido, avançou sem hesitar.
(7) A viagem de Lisboa ao Porto é cansativa (creio que se assemelha ao complemento determinativo)
2.2 Adje(c)tivais – (Creio que aqui se insere o atributo) – As flores vermelhas ficam bem nesse vaso.
2.3 Apositivos (como no aposto) – O João, rapaz corajoso, avançou sem hesitar.

Da análise que fiz, do que integra o famoso cd, temos algo bem diferente:


1· complementos do nome:
Todos os complementos do nome são opcionais, embora a informação veiculada por determinados nomes obrigue a ir ao contexto se não forem «completados».
1.1 . complemento preposicional frásico:
A necessidade de estudar é imperiosa (preposição + frase)
1.2 . complemento preposicional:
A irmã da Teresa desenvolveu um projecto (preposição + grupo nominal/nome)
1.3 . complemento adjectival: A proposta interessante enriqueceu a aula (grupo adjectival/adjectivo)

2. modificadores do nome:

2.1 modificadores restritivos (restringem o nome)
2.1.1 adjectivais:

· Os professores competentes são rigorosos ( grupo adjectival/adjectivo)
2.1.2 preposicionais:
· Os alunos com todo o material estudam melhor (grupo preposicional)
2.1.3 frásicos:

· Os alunos que estudam diariamente obtém bons resultados ( frase relativa restritiva)

2.2 modificadores apositivos (não restringem o nome)
2.2.1 adjectivais:

· Os professores, competentes, são rigorosos (grupo adjectival/adjectivo)
2.2.2 preposicionais:

· Os alunos, com todo o material, estudam melhor (grupo preposicional)
2.2.3 frásicos:
· Os alunos, que estudam diariamente, obtêm bons resultados ( frase relativa explicativa)

2.2.4 nominais:
· A escola, espaço de aprendizagem, deve ser preservada (grupo nominal/nome)
Obs: Os modificadores apositivos surgem obrigatoriamente entre vírgulas.


Temos então que alguns de nós continuam a falar de aposto, atributo, complemento determinativo e de orações relativas; outros falarão do que viram na explicação do ciberdúvidas; outros falarão do que efectivamente está na nova TLEBS (modificadores e complementos dos mais variados tipos)...... ENFIM.
Talvez seja melhor mesmo acabar com o Exame, para não se detectar a confusão que vai nesta área...

9 comentários:

soledade disse...

«Sempre que o contexto o exige, a sua presença é obrigatória, sendo, a meu ver, esta obrigatoriedade que justifica a designação de complemento»

Sim, a única forma de distinguirmos complementos de modificadores, e não tão clara assim, essa obrigatoriedade, às vezes; e depois os contextos... areia movediça. Neste momento, o meu problema pessoal são os advérbios e grupos adverbiais :(

Exames: e já pensaste nos correctores?

emn disse...

vai ser bonito... ai, vai, vai...
Mas ainda antes dos correctores, como é que vai ser o exame? Para quando a matriz e a prova modelo?

emn disse...

o que ensinei (espero que bem) é que todos os grupos adverbiais são modificadores, à excepção daqueles que são indispensáveis ao verbo (verbos do tipo «porta-se», «corre»... )que exigem um «bem» ou «mal»

soledade disse...

Também ensinei assim, emn, mas estou com alguma dificuldade não é na sintaxe, é na classe mesmo, (advérbios adjuntos, disjuntos, conectivos); parecia que estava claro, mas na última acção de formação saíu toda a gente um bocado baralhada. Tenho de resolver isto nas férias :(

emn disse...

Bem.... agora engoli em seco... ainda não tive tempo de ir às classes de palavras e não imaginava haver aí também problemas....
Vou emigrar.

soledade disse...

Moça, não queria angustiar-te, é que não vale a pena. Se calhar o problema é meu e foi tb da acção de formação: a sessão dos advérbios foi mesmo má. Entretanto, o que descobrirmos contamos uma à outra, valeu? Tudo ficará claro.
Não emigres já!

Anônimo disse...

Eu acho mais sensato falarmos apenas do que aparece na TLEBS. Mal por mal, as crianças ficam menos baralhadas. É que o ciberdúvidas (que, de vez em quando se sai com cada uma...) não é despacho ministerial!

Irina Ribeiro disse...

Tenho algumas dúvidas relativamente ao complemento adjectival do nome. Ele devia constar na TLEBS mas não consta. Posso perguntar-lhe onde encontrou o exemplo de complemento adjectival que há tempos referiu:"A proposta interessante enriqueceu a aula". De facto, refere-se a existência deste complemento na TLEBS, mas depois não vem expressa a sua definição.

Irina Ribeiro

emn disse...

Ele vem apenas mencionado na área da sintaxe, nas «funções internas a expressões nominais»... De facto, é somente mencionado, sem ser explicado... A interpretação que fiz é pessoal, pois não há lá um exemplo para esclarecimento... Se se confrontar com a área dos «Estrutura da combinação livre de palavras», no grupo nominal, aí sim surge que este é constituido pelo «núcleo e complemento (grupo adjectival) - o exemplo que apresentam é: [[Os alunos], [interessados na matéria]], fizeram todos um bom trabalho.